Imagem ilustrativa de um protesto de migrantes no México
Reprodução/ Novedades Acapulco
Imagem ilustrativa de um protesto de migrantes no México


Ao menos 49 pessoas perderam a vida nesta quinta-feira (9) após o caminhão que elas estavam se envolver em um acidente no México. O veículo perdeu os freios em uma curva fechada e tombou em Tuxtla Gutiérrez, no estado de Chiapas, por volta das 15h30 do horário local (18h30 em Brasília).


Segundo o El País, além dos mortos, outras 58 pessoas ficaram feridas e três delas estão em estado grave. O diretor da Defesa Civil do Estado, Luis Manuel García, disse que havia pelo menos 107 migrantes da América Central escondidos no veículo.


O caminhão seguia rumo a Puebla, outra cidade mexicana. De acordo com a publicação, no momento, o veículo trafegava em excesso de velocidade e isso fez com que o reboque se soltasse e os mortos fossem espalhados pelo asfalto.

Leia Também


O socorro foi prestado por equipes da Cruz Vermelha, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil da cidade. O porta-voz dos bombeiros, Alejandro Martín, disse que havia vários menores entre as vítimas e que todos os migrantes foram encaminhados a hospitais da região para maiores cuidados.


No Twitter, o presidente do México, Andrés Manuel, lamentou a tragédia. "É muito doloroso. Abraço aos familiares das vítimas", publicou.



Em meio a isso, o El País conta que a rota onde o caminhão tombou é conhecida por migrantes que tentam fugir da violência na América Central . O trajeto costuma passar por Tuxtla, Veracruz e pela Cidade do México.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários