Incêndios na Argélia estão devastando a área norte do país, especialmente, em Tizi Ouzou
RYAD KRAMDI / AFP
Incêndios na Argélia estão devastando a área norte do país, especialmente, em Tizi Ouzou

Ao menos 65 pessoas morreram nos graves incêndios florestais que estão devastando o norte da Argélia, informou o governo nesta quarta-feira (11). Há ainda 12 pessoas internadas em estado grave em hospitais.

A maior parte das mortes são registradas em Tizi Ouzou, capital da região de Cabilia, cerca de 10 quilômetros a leste da Algiers. Das vítimas confirmadas, 37 são civis e 28 militares que atuam nas ações de combate às chamas.

O premiê do país, Ayman Benabderrahmane, já pediu ajuda internacional para combater os incêndios porque não tem mais capacidade de controlar o fogo só com as forças do país.

Já o ministro do Interior, Kamel Beldjoud, após uma visita à área mais atingida, disse que "por trás dos 50 incêndios simultâneos em diversas localidades, eu só posso acreditar que isso é criminoso". Metade dos focos estão ao redor de Tizi Ouzou.

Assim como ocorre com outros países banhados pelo Mar Mediterrâneo, a forte onda de calor e os ventos intensos atrapalham os trabalhos para a contenção das chamas e aceleram a propagação dos focos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários