Papa Francisco
Reprodução
Papa Francisco

Exatamente um mês após ter passado por uma cirurgia intestinal , o papa Francisco voltou nesta quarta-feira (4) a celebrar sua audiência semanal para fiéis no Vaticano.

Independentemente da operação, os encontros de quarta-feira teriam sido suspensos em julho, já que este é, historicamente, o mês de férias dos papas - até por isso, Francisco escolheu fazer a cirurgia nessa época do ano.

Jorge Bergoglio celebrou a audiência geral na Sala Paulo VI e apareceu visivelmente mais magro e com a voz ainda frágil, porém se mostrou disposto e sorridente. A recepção dos fiéis foi calorosa, com aplausos na chegada do pontífice e durante o encontro.

O Papa havia sido internado no último dia 4 de julho para realizar uma cirurgia para corrigir uma estenose diverticular do cólon, estreitamento causado pelo surgimento de pequenas bolsas chamadas divertículos nessa parte do intestino grosso.

Você viu?

Francisco ficou internado durante 10 dias e chegou a celebrar um Angelus dominical de uma sacada do Hospital Policlínico Agostino Gemelli, em Roma.

Audiência
Em sua primeira audiência pós-cirurgia, Bergoglio afirmou que a fé "não é uma mercadoria" e que a salvação "não pode ser vendida".

Além disso, lembrou o aniversário de um ano da explosão no Porto de Beirute e fez um apelo para a comunidade internacional "ajudar o Líbano com gestos concretos, e não apenas com palavras, a tomar um caminho de ressurreição".

"Caros libaneses, meu desejo de visitar-nos é grande, e não me canso de rezar para que o Líbano volte a ser uma mensagem de fraternidade e paz para todo o Oriente Médio", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários