Presidente da Rússia Vladimir Putin
Reprodução
Presidente da Rússia Vladimir Putin

O presidente da Rússia Vladimir Putin usou o fuzil AK-47, produzido na década de 50 na União Soviética, para enaltecer a Sputnik V, vacina que combate a Covid-19.

O líder russo declarou nesta quinta-feira (6) durante reunião entre a cúpula do governo que embora outras nações do ocidente tenham produzido imunizantes, que em sua visão, são inovadores, a vacina criada na Rússia é mais segura.

“Tão simples e confiáveis quanto um fuzil Kalashnikov”, declarou durante o encontro com a vice-primeira-ministra do país, que era transmitida em cadeia nacional de televisão. 

Desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, na capital do país, Moscou , o fundo soberano do país informou que a Sputnik V tem eficácia de 91,6% após aplicação das duas doses.

No dia 26 de abril, o colegiado da Anvisa negou a importação e uso emergencial do imunizante no Brasil. Segundo os técnicos da agência sanitária, foram identificadas falhas no desenvolvimento, na qualidade e na segurança, além da falta de informações destinadas pela fabricante.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários