Alexei Navalny, principal opositor russo
Creative Commons
Alexei Navalny, principal opositor russo

O estado de saúde de Alexei Navalny , líder da oposição russa que está preso desde fevereiro, piorou drasticamente após o início de uma greve de fome. Médicos do crítico de Vladimir Putin afirmam que o político de 44 anos corre risco de vida.

Anastasia Vasilieva, médica pessoal de Navalny , publicou cópias de exames de sangue que revelam falta de potássio no organismo. Segundo ela, trata-se de um quadro de insuficiência renal que pode levar a uma parada cardíaca. 

Alexei Navalny foi preso por violar regras da liberdade condicional de um processo anterior, onde foi acusado de fraude. Ele viajou para a Alemanha para se recuperar de um envenenamento químico que sofreu em 2020, durante a campanha da eleição regional da Sibéria. Apoiadores do político da oposição dizem que o governo russo foi responsável pelo envenenamento. 

Há duas semanas, iniciou a greve de fome que causou o agravamento de seu estado de saúde. Apoiadores de Navalny organizam manifestações para o próximo dia 21, que devem acontecer em todo o país. 

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden , se manifestou no último sábado (17) sobre a forma que Alexei Navalny é tratado pelas autoridades russas. “É totalmente injusto. Totalmente inapropriado”, disse o líder do governo americano. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários