Marcos Corrêa/PR
"O Brasil é mais do que Bolsonaro", afirma a ONG em carta



O Brasil é mais do que Bolsonaro . Essa frase resume o espírito da carta que a ONG Human Rights Watch (HRW) enviou ontem ao representante especial para o clima do governo americano, John Kerry, na qual defende a importância de o governo Joe Biden encontrar maneiras de ajudar o país em matéria de proteção do meio ambiente, apesar das políticas e da atitude do governo federal. Para a ONG, o  governo Bolsonaro é “o maior obstáculo para salvar a Amazônia”.

Esses potenciais canais de cooperação, explicou ao Globo o diretor da divisão de meio ambiente da HRW, Daniel Wilkinson, são essenciais para enfrentar problemas graves como o aumento do desmatamento na Amazônia — tema central da carta entregue a Kerry — mas também podem ajudar o país a lidar com a tragédia da pandemia. 

“Os governadores dos nove estados que abrangem a Amazônia brasileira estão entre os mais importantes grupos para engajamento”, diz a carta. O texto lembra que em dezembro, muito antes do governo federal, esses mesmos governadores “enviaram uma carta parabenizando o presidente Biden por sua eleição, e se ofereceram para trabalhar com Washington na promoção do desenvolvimento sustentável da Amazônia. O governo Biden deveria oferecer auxílio diretamente a esses estados, além do governo federal”.

O tom e o recado dado ao governo americano pela ONG estão em sintonia com a posição de outros atores da sociedade civil, nos EUA e no Brasil, que defendem alternativas de cooperação paralelas à tentativa de trabalhar junto ao governo federal. Outros, numa posição radical, pregam sanções e boicote ao Brasil, pelo desastre ambiental e sanitário no país desde que Bolsonaro assumiu.

Você viu?

"Os EUA precisam se relacionar com o governo Bolsonaro, mas há muitos outros atores importantes na sociedade civil, setor privado e autoridades estaduais", afirma Wilkinson, que assinou a carta junto à diretora da HRW no Brasil, Maria Laura Canineu.

Semana passada, o governador do Pará, Helder Barbalho, e outros governadores da Amazônia se reuniram com o embaixador americano, Todd Chapman, para solicitar a ajuda dos EUA na articulação para a compra de vacinas.

Canais de comunicação

Para a HRW, os governadores têm papel crucial na proteção do meio ambiente, e Biden deveria construir canais de comunicação para compensar a resistência de Bolsonaro a receber ajuda externa.

Na carta, a HRW assegura que a crise ambiental brasileira é, também, uma crise dos direitos humanos, e pede o fortalecimento de organismos e instituições que investigam crimes ambientais e violência contra defensores da floresta. “O maior obstáculo para salvar a Amazônia atualmente é o próprio governo Bolsonaro. Desde que assumiu o cargo em 2019, o governo tem sabotado as agências ambientais do país, intimidado e marginalizado organizações da sociedade civil, e procurado enfraquecer os direitos dos povos indígenas que desempenham um papel vital na preservação da floresta”, aponta o texto.

A HRW prega que o apoio dos EUA à ambição do Brasil de entrar na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) deve depender de resultados concretos no meio ambiente. "O Brasil precisa apresentar progressos para obter o respaldo dos EUA ", frisa Wilkinson.

Hoje, a política ambiental do governo Bolsonaro é um dos principais obstáculos para que o país seja aceito pela OCDE . A mesma pedra está no sapato do acordo entre Mercosul e União Europeia (UE), cuja negociação finalizou em 2019. A resistência de países como França vem impedindo a assinatura do entendimento, colocado pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, como um de seus principais objetivos em matéria comercial. A realidade é que o acordo não tem data para sair do papel e apesar do otimismo de técnicos e diplomatas, as críticas à política ambiental brasileira se transformaram na principal ferramenta de setores europeus que sempre se opuseram ao entendimento.

Outro ponto importante é a visão da ONG de que o governo Bolsonaro não pode usar a promessa de desenvolvimento econômico como desculpa para, segundo Wilkinson, “esconder seu fracasso em matéria de proteção do meio ambiente”. A HRW pede a Biden que os EUA desempenhem “papel decisivo ao pressionar as lideranças do país para garantir que os brasileiros comprometidos com esta urgente missão tenham os recursos, a proteção e o apoio que precisam para serem exitosos”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários