Dois homens foram presos nos EUA após roubarem restos mortais de um cemitério
Divulgação/Polk County Sheriff's Office
Dois homens foram presos nos EUA após roubarem restos mortais de um cemitério

Dois homens foram presos após arrombarem e pegarem restos mortais do cemitério Cemitério Edgewood, na Flórida , nos Estados Unidos . Brian Tolentino, de 34 anos, contou sobre sua participação à polícia e também entregou seu parceiro, Juan Lopez, de 39 anos. As informações foram apuradas pelo UOL.

Segundo as investigações , restos de charutos foram encontrados perto dos jazidos e com tampas tão pesadas, as autoridades concluíram que Tolentino não poderia estar agindo sozinho. Com as provas encontradas nos locais do crime, o DNA dos responsáveis pode ser identificado.

O responsável pelas investigações, John Herrell, xerife do Condado de Lake fala que "os charutos foram mandados embora e os detetives estavam esperançosos de que pudéssemos obter amostras que pudessem ser usadas e ver se essas amostras resultariam em um resultado conclusivo", declarou.

Uma testemunha, Emma Boothe, a primeira a denunciar o crime conta que presenciou uma cena que descreve ser inesquecível.

"No canto direito havia um cofre encostado a uma árvore, então nos viramos para ter certeza de que nada mais estava fora do comum. Essa é uma imagem que provavelmente nunca vou tirar da minha cabeça. Quer dizer, não acho que comi nada ou dormi nada na noite passada. Fecho os olhos e vejo aquele pobre homem deitado ali", disse Boothe sobre o caso.

De acordo com o delegado Herrel, o arrombamento do túmulo, o sumiço de restos mortais dos cadáveres e o charuto encontrado no local fazem parte de um ritual religioso. Após um mandado de busca e apreensão, as autoridades encontraram cerca de seis crânios e outros restos mortais foram encontradas na residência de Lopez.

"Eles (os policiais) encontraram um santuário contendo esses itens, então era obviamente parte de algum ritual religioso", contou. Os ladrões assumiram que praticavam "santeria" e que os ossos eram para um ritual. "A coisa toda é realmente bizarra, quer dizer, é provavelmente um dos casos mais estranhos que vimos aqui em Lake County", finalizou o xerife.

Os responsáveis foram indiciados pelos crimes de violação de conteúdo de sepultura e abuso de corpo humano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários