Duke Webb pode ser condenado à prisão perpétua sem liberdade condicional caso seja declarado culpado.
Reprodução/Winnebago County Sheriff's Office
Duke Webb pode ser condenado à prisão perpétua sem liberdade condicional caso seja declarado culpado.

Na última segunda-feira (28), um soldado estadunidense foi indiciado pela morte de três homens em um tiroteio que ocorreu no último sábado (26) em um boliche no estado de Illinois . As informações foram dadas pela agência internacional AFP .

Outras três pessoas ficaram feridas depois do ataque de Duke Webb , 37, realizado na pista de boliche Don Carter, na cidade de Rockford.

O militar pertencia ao 7º Grupo de Forças Especiais do Exército dos Estados Unidos, com base na Flórida, e serviu quatro vezes no Afeganistão.

O promotor J. Hanley informou que Webb recebeu três acusações de homicídio doloso e três acusações de tentativa de homicídio. Não há possibilidade de fiança.

"O acusado admitiu o tiroteio e conduziu os policiais ao local das armas de fogo que ele usou", disse Hanley.

Foram identificadas três vítimas fatais: Thomas Furseth, 65; Jerome Woodford, 69; e Dennis Steinhoff, 73. Entre os feridos, há uma adolescente de 16 anos, um de 14 e um homem de 62.

Duke Webb havia sido condecorado sargento assistente de Operações e Inteligência das Forças Especiais. General John Brennan, comandante do 1º Comando das Forças Especiais (Aerotransportado), disse que a atuação de Webb é "aberrante e absolutamente não representativa do Regimento das Forças Especiais".

"As ações descritas no noticiário são chocantes e contradizem os 12 anos do honroso serviço de Webb", declarou Brennan ao jornal The New York Times .

Duke Webb irá voltar ao tribunal em 16 de fevereiro e, se for declarado culpado, pode ser condenado à prisão perpétua sem liberdade condicional.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários