imagem do entregador segurando o pacote em frente à casa
Reprodução/TMZ
O entregador supostamente cuspiu no pacote e foi demitido

Na cidade de Ocala, na Flórida ( EUA ) , um entregador foi demitido após ser flagrado por uma câmera de segurança supostamente cuspindo em uma encomenda, em frente a uma residência. As informações são do site de notícias TMZ .

O caso aconteceu na quinta-feira passada (10) e, ao assistir à gravação, Ann Patton, a dona da casa que recebeu a encomenda, prestou queixa contra o homem. A principal preocupação da mulher foi que, ao cuspir no pacote, ele poderia colocar os destinatários do bairro em risco, por conta da pandemia de Covid-19 .

De acordo com o portal, o entregador trabalhava na empresa de logística UPS (United Parcel Service). Na ocasião, um pacote deveria estar do lado de fora da residência para que o trabalhador o recolhesse, mas esse não tinha sido deixado pela dona de casa. Patton explicou que não deixou o pacote porque não havia sido notificada pela UPS e disse que o entregador teria cuspido em sua encomenda "como forma de vingança".


Resposta da empresa

O funcionário foi  demitido pela empresa, mas a UPS não reembolsou ou deu qualquer compensação à mulher. A companhia afirmou que o entregador seguia protocolo e não cuspiu no pacote, apenas "soprou a etiqueta" da correspondência para limpá-la.

No entanto, mais tarde, a UPS aceitou ver as imagens do trabalhador na íntegra. A empresa disse que aguarda as gravações "não editadas" pela dona de casa para que a companhia possa oferecer qualquer tipo de "compensação adicional".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários