Luciana Borio é ex-cientista-chefe interina da FDA (Food and Drug Administration)%2C órgão análogo à Anvisa.
Michael J. Ermarth/Food and Drug Administration
Luciana Borio é ex-cientista-chefe interina da FDA (Food and Drug Administration), órgão análogo à Anvisa.

Nesta segunda-feira (9), a equipe de transição de Joe Biden , presidente eleito dos Estados Unidos , anunciou os nomes escolhidos para o conselho consultivo de combate ao novo coronavírus (Sars-CoV-2). Entre os especialistas, está a brasileira Luciana Borio . As informações foram dadas pelo G1 .

O democrata Joe Biden promete uma abordagem à Covid-19 distinta daquela adotada pelo atual presidente republicano Donald Trump . "Lidar com a pandemia do coronavírus é uma das batalhas mais importantes que nosso governo enfrentará e serei guiado pela ciência e por especialistas", declarou Biden em comunicado.

O objetivo da equipe do conselho consultivo é auxiliar a gestão de Joe Biden e  Kamala Harris no enfrentamento à pandemia de Covid-19. O grupo será liderado pelos co-presidentes David Kessler, Vivek Murthy e Marcella Nunez-Smith.

Um dos 13 integrantes anunciados é a brasileira Luciana Borio , pesquisadora sênior de saúde global do Conselho de Relações Exteriores dos Estados Unidos. Ela é especialista em biodefesa, doenças infecciosas emergentes, desenvolvimento de produtos médicos e emergências complexas de saúde pública.

Borio também já foi diretora de preparação médica e de biodefesa do Conselho de Segurança Nacional dos EUA e cientista-chefe interina da FDA (Food and Drug Administration).

Além disso, segundo informações da BBC, Borio era assessora da Casa Branca em 2018. Na época, ela alertou que uma pandemia de gripe seria uma grande ameaça à segurança sanitária do país.

Naquele mês, Donald Trump fechou o departamento chefiado por Luciana Borio, que seria responsável pelo combate a uma pandemia. Em março de 2020, o presidente afirmou que “ninguém sabia que haveria uma pandemia ou epidemia dessa proporção”.

    Veja Também

      Mostrar mais