foto dos dois
Reprodução/Facebook/TravisFieldgrove
Apesar de seu advogado ter alegado que a jovem não era vítima na situação, o homem diz ter se arrependido

Nos Estados Unidos , Travis Fieldgrove, de 40 anos, foi condenado a mais de dois anos de prisão por se casar com a própria filha biológica , Samantha Kershner. Ambos foram presos. As informações são do portal Daily Mail.

De acordo com o site, o caso de incesto se tornou público depois de ser denunciado, em 2019, por uma ex-companheira de Travis, que soube da relação. Segundo as autoridades, o pai e a filha se conheceram apenas quando a jovem tinha 17 anos e, depois de três anos, passaram a se relacionar. O caso teve início em 2018 e ambos sabiam da relação biológica antes do contato sexual entre eles.

Ainda de acordo com o Daily Mail, o pai e a filha se casaram rapidamente após serem notificados de que estava correndo uma investigação sobre o caso entre eles. O homem, inclusive, chegou a postar fotos da cerimônia no Facebook.

Ontem (03), o pai, morador da cidade de St. Paul, em Nebraska (EUA), usou a rede social para fazer um desabafo, dizendo que conta os dias para deixar a prisão e que está cansado de desperdiçar a vida.


Competição por sexo

Em uma conversa com a jovem, as autoridades ouviram que ela e a meia-irmã já entraram em uma crise de ciúmes por conta do pai e que competiram “para fazer sexo” com ele. Por conta da relação, ela foi condenada a 22 dias de prisão, e já está em liberdade.

De acordo com o portal, a meia-irmã da jovem não chega a ser citada no processo. Entretanto, o pai de Samantha foi condenado a mais de dois anos de prisão e também está impedido de manter contato com a filha, mesmo após deixar a reclusão.

Ainda conforme as informações do jornal local, o advogado do pai e da filha, Jeff Loeffler, afirmou que Samantha não é "vítima" da situação, defendendo que os dois são adultos em uma relação consentida. No entanto, ele disse que Travis está envergonhado com a situação e queria que o caso com a filha nunca tivesse acontecido. Além disso, o defensor atribuiu problemas mentais ao cliente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários