carro da polícia
Reprodução / Freepik / Imagem ilustrativa
Crime aconteceu nesta sexta-feira (16) em Conflans-Sainte-Honorine, a 50 quilômetros de Paris

Mais quatro suspeitos de terem participado do assassinato de um professor que mostrou caricaturas de Maomé aos seus alunos foram detidos na França. As prisões aconteceram entre a noite desta sexta-feira (16) e a madrugada deste sábado (17). Ao todo, nove pessoas foram detidas e o homem apontado como o responsável por decaptar a vítima morreu em confronto com a polícia.

Dois pais de alunos do instituto onde o professor atuava estão entre os presos. Outras três pessoas próximas ao agressor e mais quatro familiares dele, incluindo um menor de idade, foram detidos pelo crime.

O professor foi morto nesta sexta-feira (16), próximo à escola onde o professor trabalhava em Conflans-Sainte-Honorine . A cidade conta com cerca de 35 mil habitantes e fica a 50 quilômetros de Paris .

O presidente francês, Emmanuel Macron , foi ao local da ocorrência e julgou o crime como um atentado terrorista islamista.

    Veja Também

      Mostrar mais