Muhammed e Feda Almaliti.
Reprodução/CBS
Feda Almaliti e Muhammed, que era autista.

A ativista Feda Almaliti, 43, e o filho Muhammed, 15, morreram em um incêndio doméstico na cidade de Fremont, na Califórnia (EUA). Os corpos foram achados juntos. “Ela estava abraçando ele”, contou Sarah Trautman, uma amiga da família. As informações são do UOL .

Segundo as investigações, Feda e duas familiares conseguiram escapar das chamas . Porém, quando perceberam que Muhammed ainda estava no segundo andar da casa, Feda voltou correndo. O acidente aconteceu no último dia 26 de setembro.

" Muhammed era o centro do universo dela", disse Sarah Trautman. "Ela não poderia existir em um mundo sem ele e ele não poderia existir em um mundo sem ela".

Os bombeiros tentaram abrir o telhado da residência para salvar Feda e Muhammed, mas não foi possível.

Ainda não se sabe a causa do incêndio. A principal suspeita é de que o fogo tenha começado na cozinha e se espalhado pela casa.

Feda Almaliti era conhecida pelo engajamento quanto a causas dos autistas nos Estados Unidos.

Em 2011, um movimento iniciado por Almaliti resultou na aprovação de uma lei na Califórnia para oferecer melhor apoio a jovens e adultos autistas .

    Veja Também

      Mostrar mais