Idosa segurando seu cachorrinho robô
Reprodução
Idosa segurando seu cachorrinho robô

Idosas de uma casa de repouso localizada na cidade de Springville, no Alabama, EUA, fizeram novos amigos nesta quarentena , de acordo com reportagem do canal "WCVB", da rede americana ABC .

Graças ao projeto Alabama’s Robotic Pet, May Lambert e Jean Reddish ganharam a companhia de dois robôs-pets. Os "bicinhos", um cachorro e um gato, surgiram como alternativa para amenizar a solidão sentida por elas e por muitos idosos durante o isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19 .

Ao serem perguntadas sobre suas novas companhias, Jean Reddish afirmou estar "gostando muito"; May Lambert reclamou. "Ele não me responde quando lhe faço uma pergunta", disse. Mas, depois, acabou se rendendo e elogiando o novo amigo: "Ele é um bom cachorro, não tenho que levá-lo para passear ou correr ao supermercado para comprar sua comida. É um bebezinho muito doce."

Segundo Crystal Crim, diretora administrativa da The Middle Alabama Area Agency on Aging, os pequenos robôs são quase como se fossem animais de verdade, com a vantagem de não exigirem esforços físicos de seus donos, "para serem alimentados ou recolher suas fezes".

    Veja Também

      Mostrar mais