Escócia
Reprodução
Miller foi informado da morte da mãe após se recuperar do coma induzido e da Covid-19

Histórias de pessoas que venceram a batalha contra a Covid-19 costumam ter finais felizes, mas um caso ocorrido em um hospital na Escócia acabou se transformando em tragédia família. Após superar a doença e o estado de coma induzido, um homem descobriu que perdeu a mãe e o padrasto para o novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Segundo informações da rede britânica BBC, tudo começou ainda no mês de março, quando Scott Miller precisou levar a mãe Norma, que sofria de demência, a um hospital na cidade de Edimburgo, na Escócia, após ela sofrer uma queda e não conseguir se levantar. No local, após a realização de exames, constatou-se que ela estava com a Covid-19 .

Miller chegou a visitar a mãe algumas vezes, mas também começou a sentir os sintomas da doença. Admitido na mesma instituição poucos dias depois, ele teve a confirmação de que estava com o vírus . Com o quadro se agravando rapidamente, os médicos optaram por colocá-lo em coma induzido, na tentativa de salvar sua vida.

Neste meio tempo, Norma acabou piorando e não resistiu. "Nós recebemos uma ligação do hospital , dizendo que ela havia morrido e que o Scott estava com a saúde bastante debilitada. Então, poucos dias depois, outra ligação nos informou que o companheiro de Norma também havia morrido", relembrou a cunhada de Miller, Sharlane.

Foi ela, inclusive, quem recebeu uma difícil tarefa: como a situação de Scott não melhorava, a equipe médica cogitou o desligamento dos aparelhos que o mantinham vivo e ela teria que definir se isso seria feito ou não. Com problemas nos rins, no fígado e um quadro grave de pneumonia, ele ficou próximo da morte , mas acabou sendo salvo.

Após ser retirado do coma, Scott foi informado das mortes da mãe e do padrasto. Agora, ele está reaprendendo a andar, devido a grande quantidade de peso perdida durante o tempo na UTI , e pede que as pessoas não levem a doença como se fosse uma brincadeira.

"Minha mãe morreu enquanto eu estava na UTI, lutando pela minha vida. As pessoas precisam entender que a Covid-19 realmente mata. Ainda não estamos fora de perigo. É preciso estar atento e manter as medidas de segurança", afirmou.

    Veja Também

      Mostrar mais