Almirante Brett Giroir disse que não há prova de que a cloroquina ajuda no tratamento de Covid-19
reprodução / NBC
Almirante Brett Giroir disse que não há prova de que a cloroquina ajuda no tratamento de Covid-19

No último domingo (02), Brett Giroir, o secretário assistente do ministério da Saúde dos EUA, responsável por coordenar os testes de Covid-19 no país, disse que não há evidência de que a hidroxicloroquina é um tratamento efetivo para o novo coronavírus (Sars-coV-2), apesar da propaganda insistente de Donald Trump .

Em entrevista a NBC , o representante do governo não mencionou diretamente o presidente Trump , mas deixou claro que o consenso científico é de que o medicamento não ajuda a tratar a Covid-19 .

"A maioria dos médicos atuam baseados em evidências e eles não se deixarão influenciar pelo que aparece no Twitter ou qualquer outro lugar. E a evidência científica mostra que a hidroxicloroquina não é efetiva neste momento", disse. 

"Nós temos que seguir em frente e falar daquilo que é efetivo", acrescentou ele, indicando que medidas de higiene, como lavar as mãos e usar máscaras, bem como tratamentos com o antiviral remdesivir e drogas esteróides, como a dexametasona.

"Até agora já fizeram cinco estudos controlados que não mostraram qualquer benefício da hidroxicloroquina no tratamento de Covid-19 . Portanto, atualmente, nós não a recomendamos como tratamento", continuou. 

Desde os primeiros dias da pandemia, Trump tem promovido sua crença de que a hidroxicloroquina, uma droga usada no tratamento da malária, poderia ajudar a tratar a doença. Em maio, ele disse que tomou o tratamento não comprovado, de forma preventiva, por duas semanas.

O FDA (sigla, em inglês, para Departamento de Alimentos e Drogas, a Anvisa americana), rapidamente lançou uma autorização emergencial para que a droga fosse usada no tratamento de Covid-19 , mas em junho, o órgão retirou a autorização.

    Leia tudo sobre: Donald Trump

    Veja Também

      Mostrar mais