Bruno Dey
Reprodução
Bruno Dey foi condenado por crimes durante a Segunda Guerra Mundial

Um homem de 93 anos foi condenado pelo tribunal de Hamburgo, na Alemanha, nesta quinta-feira (23), por ter participado do assassinato de mais de 5.000 mil pessoas em um campo de concentração nazista, durante a Segunda Guerra Mundial, que ocorreu entre 1939 e 1945.

O nazista Bruno Dey foi guarda na Polônia, entre 1944 e 1945, quando tinha apenas 17 anos. Ele foi condenado a dois anos de prisão por uma corte juvenil, já que na época em que cometeu os crimes, ele ainda não era maior de idade.

Por conta da idade, ele teve a prisão suspensa e não vai ficar preso. O nazista participou do primeiro campo de concentração fora da Alemanha, criado em 1939, chamado Stutthof. Cerca de 65 mil pessoas foram mortas nesse campo de concentração.

Durante o julgamento, Bruno Dey admitiu ter sido guarda do local mas disse que não teve escolha e não admitiu responsabilidade pelas mortes.

    Veja Também

      Mostrar mais