França tem novos focos de Covid-19, mas ministro da saúde nega segunda onda
Reprodução
França tem novos focos de Covid-19, mas ministro da saúde nega segunda onda

O ministro da saúde da França, Olivier Verán, afirmou hoje (20) que o país tem "entre 400 e 500 focos ativos da Covid-19", no entanto, negou que haja, por enquanto, ameaça de uma nova onda de infecções.

"Observamos que há sinais preocupantes de um ressurgimento da epidemia", disse Véran a uma rádio francesa, mas ressaltou que, "no momento", a França está "muito longe de uma segunda onda".

Para controlar a propagação da pandemia, a França ampliou nesta segunda o uso obrigatório de máscaras em espaços públicos fechados. A multa para quem desrespeitar a medida é de 135 euros, o equivalente a R$ 832.

Usar uma máscara facial descartável, ou de tecido, já era obrigatório em transportes públicos, cinemas, salas de espetáculos e museus desde 11 de maio. Agora, os franceses também terão de usá-la em shopping centers, administrações e bancos.

"Salvar vidas, proteger os mais vulneráveis, reduzir a circulação do vírus: a saúde de todos depende da nossa cidadania", afirmou o primeiro-ministro Jean Castex, em rede social.

No total, 30.152 pessoas morreram vítimas do novo coronavírus (Sars-Cov-2) na França, segundo último boletim divulgado pelo país.

    Veja Também

      Mostrar mais