Groves High School, escola de Grace.
Reprodução Change.org/Andrea Kelly e Anna Garcia
Groves High School, escola de Grace.

Uma jovem negra, identificada apenas como Grace para preservar sua identidade, está em um centro de detenção juvenil, no estado de Michigan nos Estados Unidos, desde meados de maio. Grace foi considerada "culpada por não se submeter a nenhum trabalho escolar", pela decisão da juíza Mary Ellen Brennan, segundo a agência ProPublica. Nesta quinta-feira (16), alunos e professores fizeram um protesto em favor da liberdade de Grace. 

O protesto aconteceu em frente à escola da jovem, Groves High School, e depois seguiu para a corte. No Twitter, a hashtag #FreeGrace é utilizada para dar visibilidade ao movimento.

Grace havia sido anteriormente condenada por roubo e cumpria liberdade condicional em sua casa. Um dos requisitos para que ela permanecesse nessa situação era participar das atividades escolares e fazer as lições de casa .

A mãe de Grace afirma que ela foi diagnosticada com Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e sentiu mais dificuldade quando os estudos passaram a ser remotos.

A mãe de Grace, manifestantes e alguns especialistas acreditam que a Justiça americana esteja sendo racista. Após a repercussão do episódio, o protesto e pedidos de advogados de Grace, a Suprema Corte do estado de Michigan declarou que irá rever o caso.

    Veja Também

      Mostrar mais