bibi
Kobi Gideon/GPO
Premiê de Israel, Benjamin Netanyahu


Segundo informações do site Sputnik Brasil, extraídas do jornal pró-governo Israel Haroim, o país judeu pretende anexar 30% da Cisjordânia ao seu território, de forma gradual. O plano deve começar com a incorporação de assentamentos ilegais e posteriormente  com a ocupação do Vale Jordão.

Leia também: 

Coreia do Norte ameaça elevar presença militar em fronteira

Entenda a tensão econômica entre China e Austrália causada pela Covid-19

Militares indianos morrem em conflito com tropas da China

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, declarou em diversas ocasiões que a anexação deva começar à partir do dia 1 de julho, como definie parte do plano de paz de Donald Trump, o " acordo do século ".

Netanyahu planeja ocupar na primeira fase do plano cerca de 10% do território da Cisjordânia com população,mesmo que o acordo do século contemple a anexação de 30% do território por Israel. A anexação gradual adotada pelo governo israelense é uma tentativa de mostrar ao mundo moderação. O prêmie de Israel prometeu convocar as lideranças palestinas para negociação, mas é esperado que nao aceitem e à partir deste momento seja feita a anexação dos 20% restante. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários