Covid-19
Divulgação / Governo Chinês
Pequim volta atrás após novos casos de Covid-19


Depois de dois meses sem novos casos de Covid-19 , Pequim registrou três infectados nesta semana. Diante disso, o conselho da cidade chinesa ordenou, nesta sexta-feira (12), o fechamento de seis mercados e o adiamento da volta às aulas de alunos do ensino fundamental, conforme informa o jornal O Globo.

Leia também:

Frequentar restaurantes em grupo é proibido agora em Pequim

Primeiro caso de Covid-19 na China pode ter ocorrido em agosto, diz estudo

Antes dos três novos casos, o último diagnóstico positivo do novo coronavírus (Sars-Cov-2) em Pequim tinha acontecido em meados de abril. Um dos três pacientes foi diagnosticado ontem, e outros dois souberam da doença hoje. 

Os dois últimos homens trabalham em um centro chinês de pesquisa de carne e têm entre 25 e 37 anos. Nenhum deles teve contato com pessoas que voltaram do exterior nos últimos 14 dias, de acordo com a imprensa estatal chinesa - essa é a principal forma com a qual o vírus tem voltado à China .

O Centro de Pesquisa Abrangente de Alimentos para Carne da China, onde os homens trabalham, continuou aberto nesta sexta-feira. Os mercados que foram fechados são atacadistas nos quais os infectados tinham estado recentemente. Todos tiveram que ser interditados e serão desinfetados.

As autoridades da capital chinesa também decidiram adiar, por período indeterminado, o retorno às aulas de alunos do ensino fundamental. A volta estava prevista para a próxima segunda-feira (15).

    Veja Também

      Mostrar mais