nova york
Vanessa Carvalho/Brazil Photo Press/Agencia O Globo
Prefeito de Nova York está conversando com autoridades policiais sobre possível toque de recolher


O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, disse, nesa segunda-feira (01), que considera implementar um toque de recolher depois que partes da cidade  entraram em caos pela quarta noite seguida de protestos. "Temos que encarar isso como uma opção", afirmou ele, acrescentando que estava falando com o governador Andrew M. Cuomo e com autoridades policiais sobre o assunto, informou o Washington Post.

No domingo, manifestações amplamente pacíficas sobre a morte de George Floyd se transformaram em cenas estridentes de destroços em chamas, debandadas e vitrines saqueadas.

Acompanhe: Ex-policial envolvido no assassinato de George Floyd comparece hoje ao tribunal

À medida que a noite passava, confrontos violentos entre manifestantes e policiais irromperam por Manhattan e Brooklyn. Os manifestantes jogaram garrafas de vidro e lixo na polícia, enquanto grandes grupos de policiais avançavam pelas ruas, afastando multidões de manifestantes e usando cassetetes enquanto faziam prisões.

Vários protetos são esperados para segunda-feira, e o governador do Estado disse que estava preparado para chamar a Guarda Nacional , se o departamento de polícia da cidade ficar sobrecarregado por manifestantes.

Tanto o governador quanto o prefeito condenaram os saques e disseram que foram realizados por um pequeno número de pessoas. Ambos alertaram que os protestos podem correr o risco de espalhar o coronavírus e, possivelmente, prejudicar o árduo progresso feito pela cidade nas últimas semanas, assim como se prepara para reabrir.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários