Chauvin
Reprodução
Chauvin foi preso nesta sexta-feira (29) após a grande repercussão do caso nos EUA


O ex-policial Derek Chauvin , de 44 anos, é acusado pelo assassinato de George Floyd no dia 25 de março após ser flagrado em filmagens asfixiando Floyd durante mais de 8 minutos com o joelho sobre o pescoço do homem. Chauvin foi preso logo após a repercussão do fato e deverá comparecer hoje (1) ao tribunal de Minneapolis para se defender das acusações.

A sessão de defesa está marcada para às 14h (horário local) no Tribunal do Condado de Hennepin, na região central de Minneapolis. Chauvin foi acusado formalmente na sexta-feira (29) de de assassinato em terceiro grau e homicídio culposo em segundo grau, tais crimes preveem que não havia intenção de matar no ato do policial e foi fruto de um imprudência.

Leia também: Polícia investiga presença de símbolo neonazista em protesto na Avenida Paulista

A ação criminoso do policial foi gravada e transmitida nas redes sociais. As filmagens devem ser usadas como prova contra Chauvin e seus colegas envolvidos no crime. Floyd suplicou ao policial para que parasse a abordagem, já que estava algemado. Antes de morrer o homem repetiu diversas vezes a frasse " não consigo respirar ".

Após a morte de Floyd uma onda de manifestações enérgicas surgiu e já está espalhando por todo o mundo, com atos em diversas cidades dos Estados Unidos e até mesmo na Inglaterra pedindo o fim da violência e racismo policial contra as pessoas negras.

    Veja Também

      Mostrar mais