Funcionários da área de saúde disseram que quase todos os 2%2C4 mil leitos de UTI estão ocupados
Reprodução/TV Globo
Funcionários da área de saúde disseram que quase todos os 2,4 mil leitos de UTI estão ocupados

A disseminação do  Covid-19 do continua crecendo no Chile. O país tinha na quarta-feira (27) mais de 82 mil casos do novo coronavírus – é o terceiro país com mais infectados na América do Sul, depois de Brasil e Peru, com uma média de 4 mil novos contágios diários.

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, reconheceu em 23 de maio que "é verdade que o coronavírus levou o sistema de saúde chileno a muito perto do seu limite, com UTIs 85% ocupadas", e hospitais trabalhando no máximo de sua capacidade. Piñera também disse que ouviu de alguns especialistas que o sistema de saúde está em grande demanda e muito estressado.

Taxa de contágio indica avanço da Covid-19 em estados pouco atingidos

Os leitos de UTI dos hospitais do Chile estão quase todos ocupados e os médicos estão tendo de escolher quais pacientes devem ocupar os últimos lugares. Funcionários da área de saúde disseram que quase todos os 2,4 mil leitos de UTI estão ocupados, mesmo após a capacidade ter sido dobrada em março. 

O governo chileno anunciou planos de criar mais 400 novos leitos de UTI nos próximos dias. “É um período difícil”, disse o ministro da Saúde, Jaime Mañalich.

Khaty Barriga, prefeita do distrito de Maipú, disse que havia apenas um respirador livre na terça-feira no Hospital El Carmen. A área faz parte da região metropolitana de Santiago, que registrou mais de 80% das notificações de Covid-19 do país e grande parte das 841 mortes no Chile. 

"Conseguimos barrar o crescimento dos casos", comemora governador da Bahia

Em entrevista para uma emissora de TV local, Claudia Vega, chefe da UTI do hospital, disse que os médicos já estavam escolhendo “qual leito será esvaziado e qual a pessoa certa para ocupá-lo”. “Que Deus me ilumine nesta hora”, afirmou.

A Sociedade Chilena de Medicina Intensiva informou que a ocupação dos leitos de atendimento crítico na área da Grande Santiago está em 97%. 

Mais 86 milhões de crianças podem ser levadas à pobreza devido à pandemia

Um relatório da Universidade do Chile estima que o aumento de novos casos “sugere uma possível completa saturação do sistema ainda nesta semana”.

A região de Santiago, que abriga mais de 8 milhões de pessoas, está sob quarentena há 11 dias. As pessoas só podem sair para comprar comida ou para realizar atividades consideradas essenciais.

    Veja Também

      Mostrar mais