delegacia
Reprodução Twitter
Manifestantes destruíram a delegacia de Polícia da cidade


A cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos, teve protestos intensos com saques, incêndios e até mesmo uma pessoa morta nesta quinta-feira (28), em resposta ao assassinato de de um homem negro, George Floyd, asfixiado por um policial quando já estava rendido.

Na segunda-feira, George Floyd foi abordado por um policial sob suspeita de ter feito compras com notas falsas. Um transeunte filmou a ação que acabou com o assassinato de Floyd, que foi asfixiado enquanto o policial se ajoelhou sobre o seu pescoço durante oito minutos.

Leia também: Covid-19 não começou em mercado de animais de Wuhan, afirma cientista

Um homem foi encontrado morto a tiros perto de uma loja de penhores durante as manifestações da madrugada desta quinta. A polícia suspeita que ele tenha sido baleado pelo dono da loja. Saques e depredação em lojas da cidade ocorreram durante toda a madrugada.


A rede de TV KSTP relatou alguns incêndios, sem a presença de bombeiros. Os manifestantes entraram em conflito algumas vezes contra a polícia que disparou gás lacrimogêneo e balas de borracha.

O Ministério Público dos Estados Unidos e o departamento do FBI em Minneapolis declararam nesta quinta que estão conduzindo uma "investigação criminal robusta" sobre o assassinato de Floyd. O FBI diz apurar se os direitos civis do homem foram violados.

As manifestações das autoridades ocorreram um dia depois do presidente Donald Trump  postar em rede social que pediu uma investigação rápida.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários