Milhares de vidas teriam sido poupadas caso distanciamento começasse antes em Nova York.
undefined
Milhares de vidas teriam sido poupadas caso distanciamento começasse antes em Nova York.

Segundo um estudo da Universidade de Columbia, os Estados Unidos teriam poupado cerca de 36 mil vidas caso o distanciamento social tivesse começado uma semana antes. De acordo com a John Hopkins University, que monitora casos de Covid-19 pelo mundo, os EUA registraram, até esta quinta-feira (21), 1.551.883 casos e 93.439 mortos pelo novo coronavírus. 

Leia também: Super Ciclone deixa dezenas de mortos na Índia e em Bangladesh

Para chegar a esse número, o estudo elaborou um modelo que descreveu a transmissão do vírus dentro dos EUA entre 15 de março e 3 de maio. Com isso, os pesquisadores conseguiram mapear que o impacto da Covid-19 seria menor com o distanciamento começando uma semana antes.

Pelas projeções do estudo, a cidade de Nova York , por exemplo, teria impedido a morte de 17.500 pessoas caso tivesse adotado o isolamento uma semana antes. 

Dados do estudo dizem ainda que, caso as medidas de distanciamento tivessem sido começadas duas semanas antes, aproximadamente 84% dos óbitos (aproximadamente 78.500) e 82% dos casos (aproximadamente 1.2 milhões) de Covid-19 poderiam ter sido evitados.

Leia também: Enfermeira exibe lingerie sob roupa transparente de proteção contra Covid-19

Entretanto, a equipe responsável pela pesquisa admitiu que não seria possível prever como a população reagiria às medidas de distanciamento social se elas tivessem começado uma ou duas semanas antes. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários