o secretário-geral da onu, antonio guterres, está falando calmamente
Mark Garten/ONU
Secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que mensagens falsas sobre Covid-19 são mais espalhadas em apps de mensagem


Durante a pandemia do novo coronavírus, a  Organização das Nações Unidas (ONU) se mobilizou para criar projeto para combater as notícias falsas, as fake news, sobre o vírus e a doença que ele transmite, a Covid-19 . O lançamento da campanha foi anunciado hoje, 21.

A iniciativa se chama Verified, que em português significa “verificado”. O comunicado afirma que, para fazer a seleção de notícias confiáveis e verdadeiras, serão usados os critérios científico, de solidariedade e de soluções. A ONU pretende fazer isso ao recrutar voluntários para que compartilhem informações do Verified para sua rede de contatos.

A instituição chama o grupo de pessoas de “equipe de emergência digital” e fará a distribuição de conteúdos para que possam ser encaminhados mais facilmente. A ONU espera ainda adesão por parte de influenciadores digitais, empresas, redes sociais, veículos de comunicação e civis.

Segundo o secretário-geral da organização, Antonio Guterres, as notícias checadas devem ir além de “mentiras, medo e ódio”. Ele afirmou que grande parte da “desinformação” e das fake news é provocada por compartilhamento de notícias em aplicativos de mensagens, que se espalham rapidamente.

Leia também: Fake news é ferramenta política de Bolsonaro, diz cientista política

“Seus criadores utilizam métodos inteligentes de produção e distribuição. Para contra-atacar, os cientistas e instituições como as Nações Unidas, precisam chegar às pessoas com informação precisa, em que possam confiar", disse Guterres.

A subsecretária da organização, Melissa Fleming, afirmou ainda que a propagação das notícias falsas está impactando diretamente na saúde pública de determinados países, o que dificulta o combate à Covid-19 .

"Há esforços inquietantes para explorar a crise para avançar no nativismo ou para atacar grupos minoritários , o que pode piorar na medida que cresça a pressão sobre as sociedades e cheguem as consequências econômicas e sociais", explicou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários