a
Wilson Dias/Agência Brasil
a


Segundo monitoramento de faculdade de direitos da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), a população carcerária dos Estados Unidos está sendo muito afetada pela pandemia do novo coronavírus. Ao menos 30 mil novos casos de Covid-19 foram registrados em presídios norte-americanos.

Leia também: Covid-19: Mortes por dia nos EUA podem chegar a 3 mil

Uma possível razão para o número de contaminação é que a doença está sendo levada por agentes penitenciários . Entre os funcionários, foram 8.754 casos registrados e 34 mortes. O número foi recebido com surpresa pelo Centros de Controle de Doenças do país.

Você viu?

O país é considerado o epicentro da Covid-19 no momento, com cerca de 1,2 milhões de pessoas infectadas. No entanto, o monitoramento nos presídios de maneira oficial não tem sido feito em determinadas regiões.

Em algumas instalações, os testes foram limitados; algumas reportam “infecções”. Os números coletados pela UCLA são de dados de presídios estaduais, federais e de partes do país que fazem o relatório.

Leia também: "Têm provas? Então mostrem": China desafia EUA após críticas de Pompeo

No entanto, existem números oficiais de alguns locais. Em Marion, Ohio, o presídio estadual teve 175 carcereiros e mais de 2.100 presos infectados e 12 mortos. No mesmo estado, um presídio em Pickaway teve 1.670 presos e 101 carcereiros infectados e 26 mortes.

No Tennessee, em Trousdale, testes foram feitos e detectaram 50 carcereiros e 1.285 detentos infectados pela Covid-19. Houve apenas uma morte.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários