Teste para Covid-19
Agência Brasil
Chile quer evitar aumento de número de casos em Santiago, capital


Com 23.048 casos e 281 óbitos, o Chile decidiu intensificar as medidas de isolamento social nesta quarta-feira, 06. Autoridades de saúde tomaram a decisão após perceberem que o número de infectados está aumentando.

Leia também: Wall Street Journal critica gestão de crise do novo coronavírus no Brasil

Faz dois meses que o Chile diagnosticou o primeiro caso de Covid-19 , doença transmitida pelo novo coronavírus , em seu território. Portanto, está longe da situação de países asiátios e europeus, que já estudam flexibilizar isolamento e reaberturas.

O isolamento social mais severo passa a valer a partir de sexta-feira. Quatorze comunas já estavam aderindo à quarentena, e agora mais 12 começarão a fechar. Santiago, a capital que tem mais de sete milhões de habitantes, terá 80% de sua população confinada.

Leia também: América Latina está prestes a viver pior momento da pandemia, alerta OMS

As medidas de isolamento nas 14 comunas que já haviam adotado o isolamento começou quando o país anunciou crescimento diário de casos superior a 1.000 infectados. Segundo o ministro de Saúde chileno, Jaime Mañalich, é preciso diminuir os números na capital e, “por mais dolorosas que [as medidas] sejam”, é o único caminho para alcançar essa redução.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários