EUA
Reprodução/CNN
Segundo informações, cheiro forte vindo dos veículso fez vizinhos da funerária chamarem as autoridades

No Brooklyn, na cidade de Nova York (EUA), um cheiro desagradável vindo de caminhões estacionados do lado de fora de uma funerária chamou atenção de moradores, que queixaram-se com as autoridades. Dentro dos veículos, havia dezenas de corpos em decomposição. Segundo uma testemunha, o freezer do estabelecimento estava quebrado.

Leia também: Covid-19: com subnotificação, casos no Brasil podem passar de 1,2 milhão

De acordo com o New York Times, ainda não se sabe quantas pessoas foram colocadas empilhadas no interior dos veículos da Funeral Andrew T. Cleckley, mas a estimativa inicial aponta para ao menos 60 corpos. Não há confirmação também se todas elas foram vítimas do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

O jornal explicou, porém, que os necrotérios, cemitérios, crematórios e necrotérios administrados pela cidade têm sofrido uma "tensão extraordinária nas últimas semanas, enquanto trabalhadores sitiados tentam lidar com o pior evento de vítimas em massa que ocorreu em Nova York desde a gripe espanhola de um século atrás". A Covid-19 matou pelo menos 14 mil pessoas na cidade, quase cinco vezes o número de mortos nos ataques terroristas de 11 de setembro.

Algumas casas funerárias tiveram que usar reboques refrigerados, e outras converteram capelas em necrotérios temporários, usando aparelhos de ar condicionado de alta potência para refrescar os aposentos.

Leia também: "Ninguém sabe quando será o pico", diz Teich sobre a Covid-19

Nesta última quarta-feira (29), os EUA registraram 2.502 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo boletim divulgado pela Universidade Johns Hopkins. Com isso, o número total de óbitos no país pela pandemia chega a 60.853, de acordo com a instituição.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários