Donald Trump, presidente dos Estados Unidos
Shealah Craighead/Official White House
Donald Trump chegou a ser avisado sobre efeitos da pandemia, mas não adotou medidas


Hoje, 28, o presidente do Estados Unidos, Donald Trump , se reuniu na Casa Branca com o governador Ron DeSantis, do estado da Flórida. Segundo o site da CNN norte-americana, ele teria dito que precisaria se lembrar se recebeu alertas feitos em relação à disseminação do novo coronavírus pelo mundo.

Leia também: Trump culpa China pela Covid-19 e sugere que o país deveria pagar indenização

Trump disse que precisa averiguar se realmente foi avisado quanto à progressão do vírus entre janeiro e fevereiro. Este período antecede a chegada da pandemia aos Estados Unidos. "Tenho que checar, tenho que ver. Quero saber as datas exatas dos alertas", diz o presidente.

Quem informou sobre o recebimento de alertas foi o The Washington Post. Segundo o jornal, foram mais de uma dúzia de alertas nos dois primeiros meses de 2020, que constavam no briefing diário do presidente (chamado President’s Daily Brief), organizados por agências de inteligência. Os relatórios apontavam para a disseminação da Covid-19 na China e "possíveis ramificações generalizadas".

Leia também: Trump diz que Brasil tem surto de Covid-19 e pode restringir voos para os EUA

Trump se justificou relembrando ter proibido viagens dos Estados Unidos à China. Assim, ele teria levado os riscos do novo coronavírus em consideração. “Quase todo mundo ficou contra mim [republicanos e democratas]. Achavam que era muito drástico e que não era necessário”, afirmou.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o primeiro caso da Covid-19 no mundo foi registrado em 17 de novembro de 2019. A informação foi dada com base em dados apurados pelo governo chinês e investigados por um jornal de Hong Kong, o South China Morning Post.

Leia também: Covid-19: Trump sugere injeções de desinfetante para "limpar pulmões"

A Universidade John Hopkins, que está monitorando o vírus, registrou mais de 56 mil mortes e quase 1 milhão de casos de Covid-19 confirmadas nos EUA.

    Veja Também

      Mostrar mais