Piñera disse estar disposto a mudar a Constituição
G20 Argentina
Piñera disse estar disposto a mudar a Constituição


O Ministério das Relações Exteriores do Chile se manifestou no último domingo (26) sobre os comentários feitos pelo presidente argentino, Alberto Fernandez , durante reunião com políticos de oposição. Na nota, o Ministério disse estar " espantado " e acusou o líder argentino de "se intrometer nos assuntos internos"  do Chile .

As reações vieram após o presidente da Argentina realizar uma vídeoconferência com líderes de esquerda da América Latina em uma reunião do Grupo de Puebla , cujo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é membro, assim como outras lideranças sulamericanas como Pepe Mujica (Uruguai).

Leia também: Mundo devia ter nos ouvido em janeiro, diz diretor da OMS

Durante a vídeoconferência, organizada por políticos de oposição no Chile, Fernandez disse que é necessários que os partidos de esquerda se unam para alcançar o poder novamente. "Superarem suas diferenças e voltar ao poder em nome dos chilenos", disse Fernandez segundo reproduções feitas no site oficial do Grupo de Puebla. O presidente argentio ainda teria complementado dizendo que está "feliz com o que está acontecendo no Chile". A frase abre margem para diversas interpretações já que o Chile vive uma das piores crises sociais da história do país e está prestes a votar um plebiscito para escrever uma nova constituição.

O Ministério das Relações Exteriores  do Chile respondeu as manifestações de Fernandez  por meio de um comunicado emitido no domingo no qual dizia que "[os comentários de Albertam Fernandez] " não contribuem para o avanço de uma pauta bilateral que tem sido frutífera e que tem sido desenvolvida por diversos governos dos dois países".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários