roma
Wikimedia Commons
Itália discute reabertura de escolas e de grande parte de empresas


Neste domingo, 26, o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, participou de reunião na sede do governo para falar sobre a segunda fase de combate à pandemia do novo coronavírus . Na ocasião, ele afirmou que as escolas no país só serão reabertas no mês de setembro. A região está em lockdown desde 10 de março, o que significa que aglomerações públicas estão proibidas.

Leia também: Itália registra menor número de casos confirmados por Covid-19

"As escolas estão no centro de nossos pensamentos. A ministra da Educação, Lucia Azzolina, está trabalhando para permitir que os exames estaduais ocorram em uma conferência pessoal, em condições seguras", disse Conte ao jornal La Repubblica.

No dia 4 de maio, o país entrará na segunda fase de combate à Covid-19 e começará a afrouxar o isolamento. Conte informou que está estudando como reabrir grande parte das empresas, de fábricas a obras; mas ele diz que "ainda não está em condições de restaurar a total liberdade de movimento". "Não podemos continuar além desse bloqueio: corremos o risco de prejudicar muito o tecido socioeconômico do país".

Algumas regiões já conseguem afrouxar o isolamento . É o caso da Lombardia, que prevê reabertura de mercados, porém mantendo medidas como o uso de máscaras e o distanciamento social.

    Veja Também

      Mostrar mais