Osaka arrow-options
Reprodução
Prefeito foi criticado por frase machista ao falar sobre pandemia no país

Prefeito de Osaka, a terceira maior cidade do Japão, Ichiro Matsui se envolveu em uma polêmica nesta quinta-feira (23) após fazer um comentário machista durante fala sobre a pandemia do Covid-19 no país. Segundo ele, os homens devem fazer compras porque não "enrolam nos mercados", enquanto as mulheres "demoram muito tempo" e aumentam chances de disseminação.

Leia também: Covid-19: Trump sugere injeções de desinfetante para "limpar pulmões"

"Mulheres demoram mais tempo ao fazer compras em mercados porque ficam buscando entre diferentes produtos para definir qual a melhor opção. Os homens não, eles apenas pegam rapidamente o que lhes foi dito para pegar e não enrolam dentro dos estabelecimentos, diminuindo assim a chance de terem contato com outras pessoas", afirmou Matsui durante coletiva para divulgar informações sobre o novo coronavírus (Sars-Cov-2).

A declaração, apontando que homens reduziriam o potencial de disseminação do vírus ao evitar aglomerações, ocorre após o prefeito sugerir que os mercados limitassem o acesso de pessoas e que as compras acontecessem a cada dois ou três dias.

Tal postura foi bastante criticada no país, que tem diversos problemas de igualdade de gêneros, mesmo tendo 51% de sua população composta por mulheres. Em publicação que recebeu mais de 3 mil compartilhamentos, a jornalista Shoko Egawa atacou o prefeito e disse que "pessoas que não sabem nada sobre as atividades do dia a dia da população não deveriam fazer comentários".

Leia também: Covid-19: epicentro da pandemia, EUA são 1º país a ultrapassar 50 mil mortes

Até o momento, segundo dados da Universidade John Hopkins, o Japão tem quase 12 mil casos confirmados do Covid-19 e 299 mortes. Nos últimos dias, o governo observou uma queda nos registros, o que aponta para a estabilização e prova que as medidas de distanciamento parecem ter surtido efeito no país.

    Veja Também

      Mostrar mais