Itália arrow-options
Bruna Schiavottiello/Arquivo pessoal
Itália é um dos países mais afetados pela Covid-19, com 22 mil mortes e 168 mil contaminados

Após números devastadores de mortes causadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), as autoridades italianas iniciaram um processo de fiscalização rigoroso de abrigos de idosos. De acordo com a polícia, 17% dos 600 asilos visitados tinham irregularidades nos protocolos contra a Covid-19 .

LEIA MAIS: Governador de NY comemora redução na expectativa de mortos

Entre as irregularidades, a polícia sanitária destacou a falta de equipamentos para os funcionários, pouco espaço para isolamento social e erros nas diretrizes de afastamento de idosos contaminados. Quinze estabelecimentos que cuidam de idosos foram fechados no período e 61 pessoas terão que responder na justiça.

A Itália tem a segunda população mais idosa do planeta, ficando atrás apenas do Japão. A idade média dos mortos é de 81 anos. Até o momento, 22 mil pessoas morreram e 168 mil foram contaminadas pela Covid-19 no país. 

Nesta quinta-feira (16), a Itália registrou mais 525 mortes, número ainda alto na comparação com a quantidade de óbitos registrados no Brasil, porém consideravelmente menor do que os 918 óbitos registrados em apenas um dia durante o pico da doença.

    Veja Também

      Mostrar mais