china
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Epidemia do novo coronavírus teve início em Wuhan, na China

Cinco meses depois do primeiro caso do novo coronavírus (Sars-CoV-2) ser registrado em Wuhan, a China prestou homenagem às 3.326 vítimas registradas até agora no país. No dia 04 de abril, os chineses celebram o Festival Qingmin, uma espécie de "Dia de Finados".

Leia também: Metade dos portadores de Covid-19 nem ficam doentes, diz estudo

Às 10h no horário local (23h de sexta-feira em Brasília), sirenes foram acionadas em várias cidades chinesas. Os pedestres pararam para prestar a homenagem aos mortos por três minutos. Ônibus e carros que estavam nas ruas buzinaram e quem podia também usou apitos.

Na cidade de Wuhan , os médicos do Hospital Tongji foram até a área externa e, de cabeça abaixada, se voltaram ao prédio principal com seus equipamentos de proteção individual (EPIs). "Sinto muita pena por nossos colegas e pacientes que morreram", comentou uma enfermeira do hospital à agência France Presse Xu . "Espero que possam descansar em paz no céu", finalizou.

Leia também: No Rio, 1 em cada 7 casos da Covid-19 em idosos resulta em morte

Alguns vídeos foram vinculados na internet com o momento de homenagem da China a seus mortos. Assista abaixo:


    Veja Também

      Mostrar mais