Agência Brasil

pessoas com máscara arrow-options
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Nas ruas do Rio de Janeiro, pessoas se protegem contra o novo coronavírus

A taxa de letalidade média do novo coronavírus (Covid-19) no estado do Rio de Janeiro encontra-se em 4,4% do total de casos confirmados até o momento (1.074), mas ela muda de acordo com a faixa etária.

O cálculo foi feito com base nos dados mais recentes da Secretaria Estadual de Saúde divulgados, na noite de sexta-feira (3).

Covid-19: 4 estados podem entrar em 'aceleração descontrolada'

Na faixa de 30 a 39 anos , dos 209 casos confirmados, houve apenas uma morte, o que coloca a taxa de letalidade em 0,5%. Entre 40 e 49 anos, a taxa sobe para 1,4% (três mortes entre 214 casos). De 50 a 59 anos, a taxa mais do que dobra, para 3,3% (cinco mortes em 153 casos).

No grupo etário de risco, acima de 60 anos, a taxa dispara para 14,7% , ou seja 38 de 259 casos, o que significa que, a cada sete casos confirmados, um resulta em óbito.

Metade dos portadores da Covid-19 nem chega a ficar doente, diz estudo

Mas mesmo no grupo de risco, há diferenças. A taxa de letalidade é de 11,8%, ou 16 óbitos em meio a 135 casos, na faixa de 60 a 69 anos. Na faixa de 70 a 79, a taxa é de 12,6% (dez mortes entre 79 casos). E na faixa acima dos 80 , a taxa sobe para 26,7% (12 óbitos em 45 casos).

A taxa de letalidade calculada usa como base apenas os casos confirmados de doença.

Os dados do estado mostram ainda que 60% das mortes tiveram homens como vítimas (28 das 47 mortes). O município com maior número de óbitos é a cidade do Rio (36). Volta Redonda teve duas mortes.

Metade dos portadores da Covid-19 nem chega a ficar doente, diz estudo

Também foram registradas mortes com diagnóstico de Covid-19 confirmado Niterói, São Gonçalo, Petrópolis, Belford Roxo, Miguel Pereira, Rio Bonito, Rio das Ostras, São João de Meriti e Arraial do Cabo.

Cidade do Rio


Além de ter a maior parte das mortes, a cidade do Rio de Janeiro também concentra o maior número de casos (867). E ainda contabiliza outros 4.471 casos prováveis mas ainda não confirmados.

A Barra da Tijuca está no topo do ranking de números de casos confirmados (97). Bairros da zona sul aparecem em seguida: Copacabana (63), Leblon (62), Ipanema (50) e Botafogo (39).

A rede municipal de saúde contabiliza 72 internações em seus hospitais, dos quais 22 estão em unidade de terapia intensiva (UTI). A taxa de letalidade do município é de 4,2%.

    Veja Também

      Mostrar mais