italia
Reprodução/Skylinewebcams
Câmeras de rua mostram Roma quase sem ninguém após início de quarentena na Itália

Isolados e sem poder sair de casa por conta do coronavírus, os italianos foram para suas varandas cantar e tocar música para animar a vizinhança no quarto dia de quarentena local.

Leia também: Itália denuncia mais de 7 mil em 24h por violar isolamento do coronavírus

O país tem 13 mil pessoas contaminadas, hospitais lotados e mais de mil mortes. A Itália é o país mais atingido pelo vírus na Europa e o novo epicentro da epimedia, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Por conta disso, os italianos, através das redes sociais, foram convocados a tocarem músicas pelas janelas na sexta-feira (13), às 18h para um "imenso concerto". A mesma ação foi feita pelos chineses posteriormente, que gritavam mensagens de apoio de suas janelas durante a quarentena na China.



Leia também: Mantenha distância! Italiano usa roupa inusitada para se proteger do coronavírus

Com a pandemia, o comércio não essencial está fechado e eventos esportivos e culturais  suspensos, artistas prometeram concertos virtuais para este período duro e alguns museus, como o Uffizi em Florença ou o Guggenheim em Veneza, colocaram sua coleção à visitação on-line.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários