Crianças imigrantes
Reprodução/Twitter
Cerca de 1,5 mil crianças vivem desacompanhadas na Grécia.

Um grupo de países da União Europeia (UE) anunciou nesta segunda-feira (9) que irá acolher entre mil e 1,5 mil crianças que estão sozinhas na Grécia. O anúncio foi feito pelo governo da Alemanha, que classificou a ação como um "apoio humanitário".

Leia também: Agressores jogam pedras e lama contra marcha do Dia da Mulher no Paquistão

Logo após o anúncio do governo da Alemanha , o primeiro-ministro da Croácia , Andrej Plenkovic, informou que o país está disposto a acolher "um certo número" de crianças que vivem em situação desumana na Grécia .

Completando 100 dias na presidência da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen disse, durante a coletiva de imprensa, que outras cinco nações se colocaram à disposição para receber as crianças que estão desacompanhadas.

Von der Leyen também destacou que o bloco ecônomico deve agir para garantir um "futuro seguro" para as crianças abrigadas nos campos de acolhimento gregos.

    Veja Também

      Mostrar mais