Pete Buttigieg não é pré-candidato democrata às eleições dos Estados Unidos
Chuck Kennedy/PFA
Pete Buttigieg não é pré-candidato democrata às eleições dos Estados Unidos


O ex-prefeito de South Bend,  Pete Buttigieg, anunciou neste domingo (1º) sua desistência da corrida para definir o candidato democrata nas eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2020, às vésperas de um dos dias mais decisivos de toda a campanha.

Aos 38 anos de idade, Buttigieg havia se destacado ao obter o maior número de delegados no caucus de Iowa (Bernie Sanders venceu no voto popular) e quase ganhar em New Hampshire, mas fracassou nos primeiros dois estados com diversidade étnica a realizarem prévias: Nevada e Carolina do Sul, que possuem, respectivamente, grandes comunidades latina e negra.

"Obrigado por terem me convidado para suas casas, compartilhado suas histórias e colocado sua confiança em mim. Lançamos nossa campanha porque os americanos estão famintos por um novo tipo de política que una todas as pessoas. E, juntos, vamos derrotar esse presidente e construir a era que deve chegar em seguida", disse o ex-candidato.

Perfil

Ex-militar, gay, cristão e moderado, Buttigieg tem fama de estudioso e conseguiu se tornar um candidato conhecido nacionalmente apesar da pouca experiência política. Seu único cargo executivo foi prefeito de South Bend, cidade de 100 mil habitantes situada no estado de Indiana. Sua desistência pode fortalecer o líder dos moderados nas primárias democratas, o ex-vice-presidente Joe Biden, cuja campanha ganhou novo impulso com a vitória esmagadora na Carolina do Sul.

Leia também: Justiça dos EUA barra programa de Trump que devolvia imigrantes ao México

"Pete Buttigieg fez uma campanha histórica, baseada em coragem, compaixão e honestidade. Esse é apenas o início de seu período no palco nacional", afirmou o ex-vice de Barack Obama , já cortejando os eleitores do ex-adversário.

Superterça

A desistência de Buttigieg chega às vésperas da "Superterça", em 3 de março, quando estarão em jogo 14 estados e a Samoa Americana e um terço do total de delegados democratas. Sanders, o líder da corrida no momento, encabeça as pesquisas em quatro dos cinco estados mais cobiçados: Califórnia (415 delegados), Texas (228), Virginia (99) e Massachusetts (91). Biden é favorito na Carolina do Norte (110).

O ex-vice-presidente, apesar da desvantagem nas sondagens, chega fortalecido pela vitória na Carolina do Sul e entusiasmado com a possível transferência de voto dos eleitores de Buttigieg, mas terá pela frente um adversário que não vem poupando esforços para vencer as primárias: o bilionário ex-prefeito de Nova York Michel Bloomberg, que estreará nas prévias na "Superterça". Também moderado, Bloomberg pode roubar votos de Biden e favorecer Sanders nos estados com disputas mais acirradas

    Veja Também

      Mostrar mais