Trump
Agência Brasil
Programa de Trump foi barrado pela Justiça

A Justiça dos Estados Unidos barrou nesta sexta-feira (28) um programa do presidente Donald Trump que devolve imigrantes mexicanos que tentam entrar no país. Desde janeiro de 2019, quando foi criado, o Protocolo de Proteção aos Migrantes (PPM) obrigou dezenas de milhares de pessoas a aguardarem autoridades americanas fazerem audiências para que elas possam entrar nos Estados Unidos.

Mais de 59 mil também foram obrigados a voltar para cidades mexicanas fronteiriças. Conhecido como "Fique no México", o programa incluiu 34 brasileiros na lista de devoluções, incluindo quatro crianças.

Desse total pessoas que pediram asilo, apenas 0,01% foram atendidos, quantidade que representa um contingente de apenas 130 pessoas, segundo um levantamento da Universidade de Siracusa.

Leia também: Trump pensa em restringir viagens para Itália por causa de coronavírus

Na decisão desta sexta-feira (28), os juízes afirmaram que a política deve ser "invalidada na sua totalidade" por estar em conflito com o "propósito das leis de imigração dos Estados Unidos".

No entanto, o presidente norte-americano diz que o programa não viola nenhum princípio do direito internacional, já que os imigrantes podem dizer às autoridades, a qualquer momento do processo, que temem retornar ao México.

Segundo autoridades, forçar os migrantes a esperar no México é uma maneira de reduzir pedidos fraudulentos de asilo.

    Veja Também

      Mostrar mais