Bandeira do Paquistão
Pixabay/Syed Wasiq Shah
Bandeira do Paquistão

As autoridades do Paquistão estão tentando determinar a causa de pelo menos 14 mortes misteriosas e mais de 200 internações na cidade portuária de Karachi, no sul do país.

Leia também: Homem perde o pé após cair em trilho de metrô e ficar preso entre vagões

De acordo com relatos, um suposto envenenamento no Paquistão deixou mais de 500 pessoas com dores no peito, dificuldades respiratórias e olhos ardentes. Algumas autoridades, no entanto, investigam se o grupo foi exposto a pó de soja ou vazamento de gás tóxico, o que poderia ter provocado reações alérgicas graves.

"Enquanto estamos trabalhando neste complexo problema, acreditamos que isso possa ser causado pela superexposição ao pó de soja ", explicou o Centro Internacional de Ciências Químicas e Biológicas do Paquistão às autoridades em um comunicado divulgado nesta terça-feira (18).

Segundo a agência, que ainda está realizando testes, é preciso ter cuidado com a exposição durante a descarga dos contêineres de soja no porto, porque o pó pode causar problemas respiratórios, doenças e mortes.

Leia também: Menino de 5 anos salva irmã de incêndio e retorna ao fogo para resgatar cachorro

A doença misteriosa no Paquistão surgiu no último domingo (16) e desde então muitas escolas da região foram fechadas para tentar conter a circulação de pessoas. Até o momento, não há confirmação sobre a verdadeira causa das contaminações.

    Veja Também

      Mostrar mais