Evo Morales
Reprodução/Twitter
Evo Morales

 O Tribunal Superior Eleitoral da Bolívia (TSE) anunciou nesta terça-feira (18) um novo adiamento da decisão sobre a candidatura do ex-presidente Evo Morales ao Senado nas eleições do próximo mês de maio.

Leia também: Candidato de Evo Morales à Presidência da Bolívia lidera pesquisa eleitoral

Em comunicado, o presidente do TSE, Salvador Romero, indicou que o plenário do órgão está avaliando minuciosamente os pedidos de alguns candidatos, como Evo Morales , e espera dar sua resposta o mais rápido possível. 

Até o momento, dos 711 candidatos que se inscreveram, apenas 285 apresentaram a documentação correta para garantir vaga nas eleições de 3 de maio. Romero não forneceu uma data, mas garantiu que o processo de revisão e análise irá ocorrer com base em um princípio de imparcialidade.

Fontes oficiais apontam que a indicação de Evo Morales ao Senado boliviano pelo Movimento ao Socialismo (MAS) está pendente de aprovação pelo TSE, devido à falta de alguns documentos legais, além do fato de que a lei eleitoral menciona que o concorrente precisa ter uma residência permanente no território nacional como uma das condições para a indicação. O ex-presidente, no entanto, vive no exílio desde novembro passado, quando foi para o México e depois Argentina.

    Veja Também

      Mostrar mais