Irã
(Handout/Getty Images
Iraniano foi acusado de tentar "fornecer aos americanos informações sobre o programa nuclear do país".

Um suposto espião da CIA foi condenado à morte no Irã nesta terça-feira (4). Ele faz parte de um grupo de 17 iranianos que foram presos em julho de 2019 por envolvimento em uma rede de espionagem ligada à Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos. 

Leia também: Mulher disca para a emergência com o pé após ter as mãos esmagadas por carro 

A sentença de morte foi recebida por Amir Rahimpour, chamado de "espião da CIA " pela Autoridade Judiciária do país. O anúncio foi dado durante uma entrevista coletiva transmitida pela rede de televisão estatal do Irã .

Segundo o governo iraniano, Rahimpour foi condenado por "fornecer informações sobre o programa nuclear do país aos americanos". As autoridades também disseram que ele teria recebido "altos salários" para isso.

Em julho de 2019, o Irã afirmou que, desde março de 2018, 17 pessoas que faziam parte de uma rede de espionagem americana foram presas. Entretanto, os Estados Unidos negam as afirmações, dizendo que elas são "completamente falsas". 

    Veja Também

      Mostrar mais