Homem arrow-options
Reprodução/Ramsey County Sheriff's Office
Arturo Macarro Gutierrez foi condenado pelos crimes de estupro

Nesta quinta-feira (30), a corte do tribunal de Justiça da cidade de Minnesota (EUA) considerou um homem culpado por estuprar e transmitir uma doença sexualmente transmissível (DST) para duas irmãs gêmeas de apenas quatro anos, filha de uma ex-namorada.

Leia também: Rio: temporal 'joga' navio-plataforma de 78 toneladas em orla de praia; assista

Segundo informações da Fox News, o homem, identificado como Arturo Macarro Gutierrez, de 36 anos, está preso desde outubro de 2018, quando foi denunciado por familiares das meninas após uma delas relatar à avó que o 'papai' as havia machucado.

Levadas a um hospital da região, as gêmeas fizeram testes e ficou constatado que ambas haviam contraído gonorreia. A confirmação da autoria dos estupros se deu quando as autoridades conseguiram prender Arturo e constataram que ele também tinha a doença.

"Casos que envolvem abusos sexuais contra crianças são mais complicados de serem resolvidos porque as vítimas não possuem o conhecimento sobre o que está acontecendo com elas e não sabem reconhecer que o abuso é errado, além de serem mais suscetíveis as intimidações e manipulações", afirmou o promotor da cidade, John Choi.

Leia também: Conheça o parque de São Paulo que é oito vezes maior que o Ibirapuera

Ainda de acordo com a publicação, Arturo foi considerado culpado das quatro acusações de má conduta sexual e estupro de vulnerável. Apesar da condenação, a sentença só deve ser divulgada pela corte em abril. 

    Veja Também

      Mostrar mais