Wuhan arrow-options
Reprodução / Facebook
Cerca de 70 passageiros se recusaram a embarcar no mesmo voo que 16 pessoas vindas da cidade de Wuhan.

Passageiros se recusaram a embarcar em um avião depois de perceber que pessoas vindas da cidade de Wuhan , local onde o surto de coronavírus está em alta, estariam a bordo. De acordo com relatos, o impasse durou uma hora em um voo da  Chinese Southern Airlines, em Nagoya, no Japão.

Leia mais: Charge sobre coronavírus feita por jornal europeu irrita China

Segundo o New York Post, mais de 70 passageiros teriam se recusado a embarcar no avião quando ouviram o sotaque de 16 viajantes originários de Wuhan . A cidade ficou isolada após o surgimento da doença, mas milhares de pessoas conseguiram deixar a região antes da quarentena ser iniciada.

Leia também: Ministro confirma caso suspeito de coronavírus em Minas Gerais

Os passageiros exigiram que os viajantes de Wuhan fossem barrados do voo, que seguia com destino a Xangai. Os funcionários do consulado chinês em Nagoya mediaram o conflito e convenceram os passageiros a embarcar juntos. O voo chegou cinco horas após o previsto no Aeroporto Internacional de Xangai Pudong. 


    Veja Também

      Mostrar mais