Afeganistão arrow-options
Reprodução/Twitter
Novas informações apontam que aeronave envolvida no acidente é norte-americana

No início da manhã desta segunda-feira (27), agência internacionais noticiaram a queda de um avião na província de Gazni , na região central do Afeganistão. Após especulações de que se trataria de um voo comercial, um porta-voz do Talibã confirmou que o grupo foi o responsável por abater a aeronave e que ela seria dos EUA.

Leia também: "Ele esqueceu a ética e a moral", diz Mourão sobre Witzel após conversa gravada

Inicialmente, as informações apontavam que o avião seria da companhia aérea Ariana Airlines, que faz trajetos dentro do Afeganistão . Entretanto, o presidente da empresa fez questão de negar qualquer possibilidade de envolvimento e garantiu que os dois voos que passaram pela região aterrissaram sem problemas.

Segundo informações da CNN, fontes do exército norte-americano estariam investigando se são verdadeiras as informações divulgadas por algumas agência internacionais de que o avião que caiu no Afeganistão foi abatido e se trataria de uma aeronave militar.

Porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid disse que o avião é militar e que a explosão causou a morte de muitos membros do exército norte-americano, confirmando que o grupo terrorista foi o responsável pelo ataque.

Questionado sobre a veracidade da informação, a major Beth Riordan, porta-voz do Centro de Comando dos Estados Unidos, disse que não iria comentar sobre a autoria do ataque, mas garantiu que investigações estão sendo realizadas sobre o tema.

Leia também: Ex-governadores Garotinho e Rosinha respondem perguntas sobre sexo em live

Apesar de não haver qualquer tipo de confirmação por parte dos americanos, imagens compartilhadas nas redes sociais mostram os destroços da aeronave, que seria um Bombardier E-11A, utilizado em missões de inteligência no Afeganistão .

    Veja Também

      Mostrar mais