ONG saqueada na Venezuela arrow-options
Reprodução/Rescate Venezuela
Forças de segurança da Venezuela teriam levado remédios e alimentos de ONG


A ONG Resgate Venezuela emitiu uma nota nesta quarta-feira para denunciar que um galpão alugado por um de seus fornecedores foi saqueado por agentes de segurança do regime de Nicolás Maduro . Os saqueadores levaram remédios, alimentos não perecíveis e outros tipos de material.

“Resgate Venezuela, organização de caráter humanitário, alerta a comunidade internacional e os órgãos de direitos humanos que no dia de hoje, 22 de janeiro de 2020, aproximadamente às 10h20, organismos de segurança pública nacional, sem ordem judicial, ingressaram à força e saquearam insumos médicos, utensílios, alimentos não perecíveis, remédios, flanelas e outras peça alusivas à organização, em um galpão alugado por um fornecedor que presta serviços logísticos”, diz o comunicado.


Segundo a organização, os objetos subtraídos seriam destinados a atender venezuelanos em situação de risco, vítimas da crise humanitária vivida pelo país. “Exigimos que os órgãos de segurança pública devolvam os insumos subtraídos de maneira ilegal  e deixam de limitar o acesso humanitário na Venezuela”, diz outro trecho da nota.

Invasão e sequestro 

O episódio ocorre horas depois de outro ocorrido envolvendo as forças de segurança do regime de Maduro. Na terça-feira, agentes do Serviço Bolivariano de Inteligência da Venezuela (Sebin) fizeram uma operação de busca e apreensão no escritório do autoproclamado presidente Juan Guaidó, sem mandato de busca, conforme relatos de políticos da oposição.

Leia também: Guaidó ignora proibição de sair da Venezuela e se reúne com aliados na Colômbia

Guaidó está fora da Venezuela desde o final de semana, quando viajou à Colômbia para se encontrar com o secretário norte-americano Mike Pompeo e o presidente colombiano Iván Duqe. Agora em Bruxelas, ele ainda deve participar do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

Segundo publicação do próprio Guaidó no twitter, o deputado Ismael León foi preso pelos bolivarianos durante a operação em seu escritório. "Enquanto estou fora, consolidando apoios para superar a tragédia na Venezuela, sequestraram o deputado Ismael León e fazem operação no nosso escritório", escreveu o líder venezuelano.

    Veja Também

      Mostrar mais