O presidente dos Estados Unidos e a ativista sueca
Divulgação
O presidente dos Estados Unidos e a ativista sueca

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou nesta quarta-feira (22), em Davos, na Suíça, que "teria gostado" de se encontrar com a ativista sueca Greta Thunberg, alvo de críticas do republicano.

Leia também: Passageiro "desaparece" em corrida e mensagem desesperada de motorista viraliza

Durante entrevista paralela no Fórum Econômico Mundial, o republicano enfatizou, no entanto, que a adolescente não deveria focar sua raiva na falta de ação para combater as mudanças climáticas nos Estados Unidos.

"Eu adoraria vê-la, conversar com ela", afirmou Trump, argumentando que outros países, não os EUA, são os piores poluidores e "Greta deve se concentrar nesses lugares".

Leia também: Mulher abandona filha de 3 anos para ir a festa e criança morre de fome

Ontem (21), poucas horas depois do discurso de Greta, que acusou os governos de não fazerem "nada" para combater as mudanças climáticas, Trump chamou os ativistas ambientais de "profetas da desgraça".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários