Ex-ministro da economia da Bolívia, Luis Arce arrow-options
Divulgação
Ex-ministro da economia da Bolívia, Luis Arce

O ex-ministro da Economia da Bolívia Luis Arce foi escolhido neste domingo (19) como candidato à presidência pelo Movimento ao Socialismo (MAS), o partido do ex-presidente Evo Morales . Ele formará chapa com o ex-chanceler David Choquehuanca. O pleito está previsto para acontecer no dia 3 de maio.

O anúncio da chapa foi feito em entrevista em Buenos Aires pelo próprio Morales, que está refugiado na Argentina desde que renunciou ao cargo de presidente, em novembro do ano passado.

Arce foi escolhido por mais de 50 delegados do partido e Morales será o responsável por chefiar a campanha do MAS.

Leia também: Morales faz retratação sobre declaração de criação de milícias populares

Durante as eleições do ano passado, nas quais o ex-presidente disputava seu quarto mandato, houve uma polêmica nas apurações que fez o resultado ficar em cheque por suspeita de fraude. Isso porque o candidato  da oposição Carlos Mesa liderava a apuração, mas, depois de uma paralisação na contagem, Evo apareceu como o ganhador. Apesar de ter se beneficiado, agora o ex-presidente defende a realização de uma investigação, mas ainda defende que o processo foi regular.

"Não houve fraude. A Organização dos Estados Americanos ( OEA ) incendiou a Bolívia com seu relatório eleitoral", afirmou Evo.

Apesar da crítica, no entanto, Morales reconheceu que ele ter entrado na disputa foi um 'equívovo'.

    Veja Também

      Mostrar mais